ANA CAROLINA DESABAFO

Loading...

domingo, 5 de fevereiro de 2012


IMA flagra extração ilegal de areia em Rio Capiá, em Piranhas



A extração de qualquer tipo de mineral, inclusive a areia, deve atender às normas previstas na legislação ambiental
03/02/2012 09:28
A- A+
Redação com IMA


compartilhar:
IMA

Equipe do IMa obrigoou infratores a devolver areia para o leito do rio temporário em Piranhas

Uma equipe de fiscalização do Instituto do Meio Ambiente, durante atividades no interior de Alagoas, flagrou a extração ilegal de areia nas margens do Rio Capiá, no povoado de Piau, em Piranhas, há 290 km da capital, Maceió.

De acordo com a equipe de Monitoramente e Fiscalização do IMA, sete homens, acompanhados de duas caçambas, retiravam a areia das margens do rio e seriam vendidos para um depósito de material de construção do município.

A extração de qualquer tipo de mineral, inclusive a areia, deve atender às normas previstas na legislação ambiental, nº9.605/1998, e há penalização no caso da retirada sem licença ambiental.

IMA

Os leitosa dos rios são Áreas de Prot...“Infelizmente, o trabalho de fiscalização fica difícil quando lidamos com pessoas físicas. Quando se trata de empresas, torna-se mais fácil intimar e multar”, conta Paulo Costa, diretor de Monitoramento e Fiscalização. Mas, ele garante que mesmo assim "são mantidas as operações para coibir a extração ilegal".

Nesse caso, os sujeitos flagrados foram obrigados a devolver o material para o rio temporário e avisados da ilegalidade da prática.

“A população precisa entender que as margens dos rios são Áreas de Preservação Permanente [APPs]. Elas têm grande importância ecológica para preservação dos recursos hídricos, da biodiversidade, da estabilidade geológica e proteção do solo. Além disso, qualquer atividade de extração mineral deve ser licenciada pelos órgãos ambientais competentes”, explica Adriano Augusto, diretor-presidente do IMA.

Um comentário:

  1. Excelentíssimos Senhores; Adriano Augusto (IMA) e Augusto Cezar ( Chesf). A extração de mineral promovida pela (Chesf) que acabou destruindo o RIO CAPIÁ para construir a HIDROELÉTRICA de XINGÓ foi licenciada pelos órgãos ambientais competentes?

    O povo do Piau deseja saber, Senhores!
    Para não chamar essas ações de ridículas.
    Não acha? Amigo Carlinhos!

    ResponderExcluir